Metaverso promete elevar consumo da construção civil a novos níveis de experiência

O showroom, o imóvel mobiliado que serve de modelo para o cliente, ainda é capaz de atrair a atenção de clientes e curiosos ao local da construção ou mesmo a uma feira do setor, mas há um limite inusitado: é necessário sair de casa

A experiência de adquirir um imóvel promete passar por uma revolução já num curto prazo. Com a ampliação do metaverso, um mundo virtual que propõe replicar de forma potencializada o mundo físico, a forma como a construção civil habituou-se a apresentar seus empreendimentos deve alcançar um novo patamar.

O showroom, o imóvel mobiliado que serve de modelo para o cliente, ainda é capaz de atrair a atenção de clientes e curiosos ao local da construção ou mesmo a uma feira do setor, mas há um limite inusitado: é necessário sair de casa. Essa barreira caminha a passos largos para ser derrubada definitivamente.

“Hoje já é possível conhecer um imóvel sem sair de casa. Mas a tecnologia vem dando mostras ainda mais incríveis do quanto a realidade aumentada poderá oferecer em termos de inovações satisfatórias para o cotidiano que só conhecemos no mundo real”, explica Alexandre Souza, engenheiro civil CEO da Projelet.

“Um empreendimento imobiliário vai muito além do apartamento. No metaverso, é possível ver a fachada de frente, entrar no prédio, conhecer de perto a área social, o elevador, a vaga da garagem. E isso acompanhado de um corretor de imóveis ou de um representante da própria construtora para fazer a apresentação de cada espaço”, sugere.

E por que não? Por meio de parcerias, como fabricantes de móveis, por exemplo, será possível remontar o imóvel usando um acervo mobiliário para cada cômodo. Tudo ao gosto do cliente! “A experiência de conhecer por completo um produto altamente personalizado, apesar de ainda não estar pronto, é uma realidade perfeitamente verossímil com o metaverso. A humanidade em breve vai se ver num imenso The Sims, aquele game clássico de computador, muito mais real do que se possa imaginar”, diz o CEO da Projelet.

BIM foi o primeiro passo

Contudo, Alexandre faz questão de ressaltar: a construção civil será revolucionada pelo metaverso, mas este novo mundo está longe de ser o primeiro grande passo do setor. O BIM – sigla de Building Information Modeling, ou Modelagem da Informação da Construção, na tradução – é um sistema que já traz muitos dos potenciais do metaverso, e que já há alguns anos é aplicado pelas melhores empresas de engenharia do país.

“Suas potencialidades são em certa medida próximas daquilo que o metaverso oferece, à exceção da necessidade do deslocamento, já que nem todo usuário comum dispõe dos meios necessários para rodar o BIM em sua casa”, compara. “A apresentação ao cliente permite a ideia de ‘viajar’ pelo empreendimento e também ultrapassa os limites do showroom, estendendo-se a todas as demais dependências físicas do empreendimento”, sugere o engenheiro.

Fonte: Decision Report – Metaverso promete elevar consumo da construção civil a novos níveis de experiência – Decision Report